Eu tenho um amigo

Eu tenho um amigo, mas, às vezes, não sei se tenho esse amigo.

A nossa relação sempre foi muito livre, no sentido em que só nos procurávamos quando queríamos mesmo estar um com o outro e sempre adorei a nossa relação por isso mesmo. Não é uma pessoa que eu sinta que está comigo por obrigação ou porque é suposto. Quando nos encontramos, o abraço é sempre sentido. Verdadeiro. Temos de pôr a conversa em dia, é verdade, mas isso acontece de forma natural, quase como se tivéssemos estado juntos no dia anterior.

O Z. não atende o telemóvel quando não lhe apetece. Não responde a mensagens porque tem de ser. Não está durante o tempo que a ele lhe for necessário. Eu nunca me aborreci com isso e, talvez por essa razão, ele atendesse sempre as minhas chamadas, respondesse às minhas mensagens, telefonasse até a pedir desculpa quando deixara passar o tempo para que determinada resposta continuasse a fazer sentido. Sempre vi a sua maneira de estar, tão imprópria, como uma forma diferente de tratar os outros com respeito. Porque quando está, o Z. está, e ouve, e responde, e olha para nós quando falamos e lembra-se do que nós dissemos há muito tempo atrás. E sabe que há músicas que se moldam a nós e outras não. Porque não segue com os amigos a etiqueta que se segue com toda a gente e é isso que os torna especiais. Eu nunca me aborreci, porque desejei ser assim muitas vezes.

Então que mudou? Em mim nada. Nele, não sei.

Mas, dói-me ter tido o desgosto de não estar grávida e de não lhe ter contado nem recebido o seu abraço. Dói-me mais estar agora grávida e de lhe ter contado a novidade por mensagem, por ele não ter percebido que a minha estranha insistência para nos vermos tinha um bom motivo. Dói-me que ainda não tenha querido estar comigo, querer a sério, porque querer é poder e ele é um bom exemplo disso. Dói-me pensar que provavelmente, daqui a uns meses, lhe vou mandar uma mensagem a dizer “O D. nasce hoje”, sem que nos tenhamos visto entretanto. Dói-me, porque a frase ele é mesmo assim não se adequa. Porque não era.

One response to “Eu tenho um amigo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s