Parar e respirar

Estou a precisar de parar, estou a precisar de respirar fora desta bolha em que tenho andado escondida. Não, não estou triste, muito pelo contrário, nem estou a desesperar por mudar de vida como há uns tempos atrás. Nada disso, a vida tem andado a mostrar-me que a felicidade é tão, mas tão relativa que, de facto, não vale a pena pensar muito nela, mais vale vivê-la quando nos aparece à frente. Eu estou é a precisar de parar para deixar a felicidade entrar.

É maravilhoso estar com amigos e com a família, é muito bom ter trabalho para fazer, é. No entanto, o tempo para mim própria e para Nós tem sido escasso e sinto que estou, Estamos, a acusar demasiado cansaço. Tanto, que não não estamos a conseguir sentir a felicidade que a vida nos tem trazido. Parece um paradoxo, eu sei, mas eu não sou  simples e a vida, por mais que eu a queira dessa forma, também não. Mais uma vez, não é uma queixa, é a constatação de um facto. Por muito que eu me afunde de vez em quando, quando volto à superfície é, geralmente, em força e com consciência do que aprendi no fundo de mim.

Continuo a querer mudar de emprego, mais do que isso, continuo a querer mudar de ramo. Continuo a querer viajar mais, aprender mais, viver mais. Contudo, agora, só quero mesmo parar. Parar e respirar fundo, para que a felicidade entre e se instale, finalmente.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s