Venha o que vier

Fim

Eu sabia que ela viria, a mudança. Veio, mesmo no fim de 2013, pequena, mas com grandes e graves consequências.Não posso nem quero queixar-me, porque eu ansiei e anseio uma mudança. Esforço-me por ver o lado mais positivo, por pôr de lado o menos (menos) bom. Apesar de tudo, uma mudança mesmo no fim do ano só pode significar que as coisas vão melhorar, mesmo que agora pareçam tão, tão… estranhas.

Assim, 2014 vai começar com menos dinheiro ao fim do mês, mas com duas horas livres a mais, em cada dia. Duas horas para usufruir da nossa casa, para fazer, finalmente, um portefólio como deve ser, para pôr em prática o projecto que ainda só vive na nossa cabeça, para pesquisar e entregar currículos em mão. Duas horas para, em cada dia, traçar o tal plano, para construir a verdadeira mudança.

Desejo, com tudo o que há em mim, que a quem, como eu, esta pequena, tão séria, alteração foi imposta, tudo corra o melhor possível. Que essas pessoas, as minhas, consigam também construir a sua mudança, contando com o apoio de quem as ama.

2014, não tenho outra hipótese se não acolher-te, não de punhos fechados, como escreveu uma amiga, porque de mãos fechadas não conseguirei construir nada. Encontramo-nos daqui a pouco.

(Bom ano novo, mesmo bom, para quem passa por aqui).

 

One response to “Venha o que vier

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s