Regresso13

A minha irmã é a melhor do mundo e não há ninguém que me possa convencer do contrário.

A minha irmã é fotógrafa. Não, não é famosa. Não, não vive da fotografia. Não, ainda não é uma profissional. É fotógrafa na alma e nos olhos, que são o seu espelho, segundo dizem. É fotógrafa por amor.

Esta foi a sua primeira máquina. A primeira que comprou com o dinheiro que conseguiu juntar sozinha e com uma “vaquinha” dos amigos e familiares. A primeira.

Hoje, é nossa. Foi-me oferecida, com a condição de nunca me desfazer dela.

A minha garganta fechou-se, mas eu sei que os meus olhos, que também são o espelho da minha alma, lhe disseram, à melhor irmã do mundo, que eu a amo para sempre. Que hei-de fotografar esse amor, com esta máquina, para sempre.

—-

My sister is the best in the world and no one can convince me otherwise.

My sister is a photographer. No, not famous. No, she doesn’t  make a life of it.  No, she’s  not a professional yet. She’s a photographer in her soul and eyes, which are the soul’s mirror, they say. She is a photographer for love.

This was her first camera. The first one she bought with the money she saved with some help of friends and family. The first.

Today it’ is ours. She gave it to me, with one condition: never get rid of it.

I felt a lump in my throat, but I know my eyes, which are also the mirror of my soul, told her, to the best sister in the world,  that I love her forever. That I will photograph this love with this camera forever.

One response to “

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s