Um daqueles dias

Regresso5

Um daqueles dias em que nos rimos, em que dançamos, cantamos, brincamos, estendemo-nos um bocadinho ao sol e depois tudo se vai desmoronando aos poucos, sem que consigamos perceber como…

Apesar disso, sempre que olho para os meus companheiros, sim, os da fotografia, penso nos versos do Jorge Palma e vou cantarolando a canção para me acalmar:

Enquanto houver estrada pra andar. A gente vai continuar. Enquanto houver estrada pra andar. Enquanto houver ventos e mar. A gente não vai parar

—-

One of those days when we laugh, we dance, we sing, we play, lay in the sun for few moments and, then, everything starts to crumble, and we cannot understand how…

Nevertheless, everytime I look at my companions , yes, those in the picture, I think about Jorge Palma’s verses and I hum the song to cool me down:

While there is a road to walk. We’ll continue. While there is a road to walk. While there are the winds and the sea. We won’t stop…

(This isn’t maybe the best translation, but you get the idea).

 

One response to “Um daqueles dias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s