Porquê regressar?

regresso1

Eu gosto de regressar. Cada regresso é uma nova partida. Por isso, eu gosto de partidas.

Já tive algumas casas virtuais, mas abandonei-as. A última quase sem dar conta. Eram casas para as quais eu fiz planos que não cumpri. Não quero planos para este novo refúgio. Não sei se quero sequer alguma coisa.

Sei, no entanto, que queria regressar, que tenho saudades de ter um blogue  e que talvez precise de um. Como desabafo. Como álbum de momentos. Sobretudo. Para me lembrar de que posso não gostar da minha como ela é por agora, mas que, apesar de tudo, a minha vida está repleta de pessoas boas, de momentos pelos quais vale muito a pena ter nascido.

Para me lembrar que a minha vida é também a nossa, de nós três.

P.S.: Cá em casa, gostamos de chá. E de livros.

—-

I like to return. Every return is a new departure. So, I like departures.

I’ve had some virtual homes, but I abandoned them. The last one almost without realizing it. They were homes  for which I’ve made plans that I didn’t fulfill. I don’t want plans for this new shelter. I don’t even know if I want something.

I do know that I want to return, that I miss having a blog and that maybe I need one. As unburden. As an album of moments. Mostly. To remind me that I may not love my life as it is now, but nonetheless, my life is full of good people, of moments which are well worth to be born.

To remind me that my life is also our life, the three of us.

P.S.: Here, at home, we love tea. And books.

One response to “Porquê regressar?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s